A Grande Farsa…

Publicado: 17/06/2011 em Textos

…do Aquecimento Global

A Farsa Aquecimento Global

As Mentiras dos Governos

Você já percebeu que existem muitos pontos sem sentido na “Teoria do Aquecimento Global” causado pelo CO2 emitido pelo homem? Há muitos argumento que comprovam que o real interesse seje político e ecônomico. Acredita-se que o aquecimento global não é um apocalipse que irá destruir a terra; na verdade parece mais um proceso natural de renovação e transformação da Terra.

Photobucket

O documentário ‘The Great Global Warming Swindle’ (A Grande Farsa do Aquecimento Global, em português) produzido pelo britânico Martin Durkin de 76 minutos e exibido no dia 8 de março de 2007 para a Channel 4 no Reino Unido traz argumentos de alguns cientistas que discordam do “consenso” que prevalece sobre o dióxido de carbono liberado pela atividade humana ser a causa da elevação das temperaturas globais atualmente, apresentando idéias opostas àquelas sobre as quais se baseiam os estudos sobre o aquecimento global.

Antes de mais nada, é preciso relevar que o documentário não questiona a grande quantidade de lixo jogados na natureza, as erosões, os assoreamento dos rios e outras intervenção que produzimos na natureza. Ele apenas contesta, com argumentos sólidos que, apesar de vários problemas, não somos responsáveis pelos aquecimento global e as grandes emissões de dióxido de carbono que causam o “efeito estufa”.

A premissa central do filme é a de que o consenso científico atual sobre o aquecimento global tem muitas falhas científicas, e que interesses monetários escondidos nas instituições científicas e na comunicação social desencorajam o público e a comunidade científica a reconhecer ou mesmo debater isto. Outros alvos são os ambientalistas ocidentais que, segundo o filme, promovem a energia solar e eólica na África em vez dos combustíveis fósseis mais baratos, impedindo o desenvolvimento do continente e de outros países do terceiro mundo, destaque para o Brasil com suas grandes fontes de energia. O filme faz a pergunta: “…se a energia solar e eólica são caras demais para os Estados Unidos, como pode a pobre África ter-lhes acesso?”.

Os Argumentos

Photobucket

Os 4,5 bilhões de anos de história da terra são uma longa história de mudanças climáticas. Este fato é aceito por unanimidade, tanto por aqueles que acreditam que o aquecimento global é um processo natural, quanto por aqueles que acreditam que é causado pelo homem. E recentemente, passamos por uma ‘mini Era do Gelo’ durante o século XVII, em que o rio Tâmisa, no sul da Inglaterra, se congelava completamente que as pessoas até patinavam sobre ele, como mostra a figura.

Photobucket

O progresso industrial mudou as nossas vidas, mas será que mudou o clima também? De acordo com a “Teoria do Aquecimento Global”, o crescimento industrial deveria causar um aumento na temperatura. Mas será verdade? Muitos acrediatam que depois da 2ª Guerra Mundial, a indústria passou a produzir muitos bens de consumos, como geladeira, carros, aviões e a temperatura aumentou no mesmo ritmo. Porém, o aumento da temperatura começou muito antes dessa revolução industrial. E após essa “explosão de consumo”, a temperatura incrivelmente caiu por 40 anos até meados de década de 1970 e subiu por mais 30 anos. Então, tem-se aí uma relação inversa: enquanto o consumo e a emissão de CO2 aumentaram rapidamente, a temperatura global caiu. Ou seja, os fatos não se encaixam na teoria.

Agora imagine que você está dirigindo o seu carro e há uma formiga na estrada. Qual a possibilidade da formiga fazer o seu carro capotar? Praticamente 0%, não é? Guardada as devidas proporções, esse é o comparativos que podemos fazer em relação da quantidade de CO2na atmosfera. Se contarmos o dióxido de carbono com todos os gases, como o Oxigênio, Nitrogênio, Argônio, a porcetagem de CO2 na atmosfera é de 0.054%! Sim, 0.054%! Como é possível que uma quantidade minúscula como essa é capaz de mudar a temperatura da terra? O vapor de água compõe cerca de 95% de todos os gases com efeito de estufa e tem o impacto mais forte na temperatura do planeta e não o dióxido de carbono.

Todos os modelos de aumento das temperaturas como resultado do efeito de estufa prevêm que o aquecimento será maior numa determinada localização na troposfera e menor à superfície da Terra. Os dados atuais de satélites e de balões meteorológicos não estão de acordo com os modelos e, pelo contrário, mostram que a superfície da Terra está a aquecer ao mesmo ritmo, ou mesmo mais rapidamente que a baixa troposfera. Então podemos dizer que o aquecimento produz aumento de CO2 e não o inverso, além do que, todos nós, inclusives as plantas produzimos CO2, ou seja, o dióxido de carbano é um gás natural.

Photobucket

Para se ter uma ideia, vulcões produzem, a cada ano, maisCO2 do que todas as fábricas, carros, aviões e outras fontes de CO2 produzidos pelo homem juntas! Os animais e bactérias que produzem cerca de 150 bilhões de toneladas de CO2 a cada ano(!), comparada aos meros 6,5 bilhões produzidos pelos seres humanos. Mas a maior fonte é derivado dos oceanos. Basicamente, quanto mais aquecidos os oceanos, mais CO2 eles produzem, e quanto mais frio, mais CO2 eles consomem.

Sabe qual são um dos maiores responsáveis pelo aumento da temperatura? Olhem para o céu, se o seu dia estiver quente, ele estará lá: o Sol e se estiver frio, as nuvens. Sim, acredite. Existe uma relação entre a temperatura e a atividade solar ou ciclo de manchas solares e a quantidade de nuvens. Compare os gráficos a seguir:

Photobucket

À esquerda, a comparação entre o nível de CO2 na atmosfera e a temperatura e, à direita, a comparação entre a emissão de raios solares e a temperatura. Em qual dos dois gráficos, os níveis apresentados se correlacionam? Sim, o do sol e a temperatura. Então a conclusão é inevitável: o Sol comanda as mudanças no clima, o CO2 é irrelevante.

Mas por que estão mentindo?

A resposta é simples: dinheiro!. Na década de 90 teoria do aquecimento global antropogênico (causado pelo homem) deixou de ser apenas uma teoria excêntrica sobre o clima, estava atraindo a atenção da mídia resultado em mais financiamento governamental (Dinheiro!). Antes, o financiamento para o clima era de US$170 milhões por ano e saltou para US$2 bilhões por ano (Dinheiro!)².

Há relatórios de que grandes pedaços de gelo se soltando e saindo do continente Antártico acontecem o tempo todo e agora que temos satélites podemos detectá-los. Por isso que viram notícias. Para quem não está entendendo, assistam aos filmes “Era do Gelo”. Sempre passamos por eras geladas e quentes, mas agora precisamos dramatizar dizendo que não iremos nos adaptar ao clima e iremos morrer. Alguns acreditam que o aquecimento global é um modo de limitar o crescimento dos países do terceiro mundo, como os países africanos, Brasil, China, Índia impedindo-os que consumir fontes de energia mais produtivas do que a energia solar e a eólica, que atualmente não são capazes de produzir bastante energia para o crescimento do país.

comentários
  1. Arthur Aragão disse:

    cara na boa… essa ai foi exagerada…
    fala q o aquecimento global tem interesse economico…
    na boa…

Faça o seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s